Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 29 de dezembro de 2013

O FABRICANTE DE SONHOS



Fernando Lapagesse Alves Corrêa, montou sua Fábrica de Sonhos em Saquarema, RJ, onde constrói réplicas fantásticas e restaura alguns carros maravilhosos. Parabéns Fernando, homens como vc ajudam a manter viva a história do automobilismo.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

O MISTÉRIO DOS KG

É sabido que vieram 3 KG Dacon para o RJ. Um 2000 para o Aylton Varanda, um 1600 para o Jiquica Varanda e outro 2000 para o Sérgio Cardoso.
Vamos acompanhar: O do Sergio Cardoso se acidentou em Interlagos e parece que não foi recuperdo, com a palavra o Sidney Cardoso.


O KG do Jiquica se encontra restaurado no Museu de Passo Fundo, do Paulo Trevisan, foi inicialmente comprado pelo Paulo Scalli, que o vendeu para o João Rocha Lagoa, que o vendeu para o Vicente “Muca”, que o vendeu ao Paulo Lomba, que vendeu para o Paulo Trevisan. (segundo o Vicente).

KG do Jiquica Varanda.

Quanto ao KG do Aylton Varanda, recebi a seguinte história do Zé Varanda Bastos:

"Pedro desculpa a demora em responder seu email sobre KG DACON 2 Lts que pertenceu ao Tio Ayton Varanda.
  Fui incumbido pelo meu avô José Varanda para retirar umas quinquilharias que pertencia a ele, sobra do saudoso Hotel Majestic hoje praça 14 Bis,  pois a Prefeitura de Petrópolis tinha desapropriado. (que até hoje não pagou) Chegando lá, só tralhas velhas , lustres enormes de cristal, camas, cômodas geladeiras e outras M.  Lá no canto, apoiado diretamente ao chão sem rodas, motor e cambio, coberto de poeira o KG Dacon pintado em branco e vermelho, da mesma forma como tinha abandonado as pistas. No mesmo instante veio a vontade de pedir ao Ayton que estava morando em Brasília e trabalhando com o Carlinhos Bravo, a posse daquela maquina , a noite liguei para ele, que me respondeu com um engasgo, senti que tinha mexido no passado , mais com uma respiração profunda respondeu, pode ficar para você.
 Aí, no dia seguinte, volto ao Majestic para retirar meu premio, pois já tinha retirado as coisas que meu avô tinha guardado. Levei para a empresa de meu pai (Transportadora Rio Bras, comentário meu) e mandei dar uma lavada para saber por onde começar. Tinha muito serviço na carroceria, a fibra era boa mais tinha consertos mal feitos, recuperamos toda a fibra antes de tirar do chassi , raspando toda a pintura para iniciar uma nova pintura que já estava definida, voltar ao azul da Equipe Dacon .
Colocamos a mecânica Volks com um motor 2.000 que preparei na extinta Retifica Leal com as dicas do Zé Roque , comando , carburação, carter seco , mandei fazer as rodas das mesma medidas das usadas anteriormente com os mesmo pneus Pirelli, o carro ficou idêntico ao dos Fittipaldi , era muito rápido para andar na rua, não tinha freio.  Quando Passarinho (ex.mecânico do Ayton) viu o carro andando começou a perturbar para comprar e assim passados uns dois anos , andava pouco no carro, um dia acabei vendendo ao Passarinho que deu uma batida que não lembro muito bem mais acho que foi na Av. Brasil e não mais soube o final do meu KG. Fico muito triste em lembrar que esta jóia esteve nas minha mãos, não consigo lembrar o ano que tudo aconteceu mais vou mexer em papeis velhos para ver o ano que transferi acho que 1975 ou 1976".




Abraços

José Varanda Bastos
 
Segundo o Passarinho, ele não bateu o KG, apenas saiu o capô na AV. Brasil, em seguida, vendeu-o para o Paulo "Pace" Carneiro Mello, que por sua vez o trocou num Dodge Dart de competição com outro Paulo, o "Difunto", ex Piloto de Testes da FNM, que infelizmente já nos deixou. Esse carro esteve durante longo tempo no Galpão da EMEWÊ, do José Luiz Milosky, pintado de azul como originalmente.
Fui informado que teria sido comprado pelo Custódio, que corria de Passat preparado pelo Zé Milosky, mas não sei se é verdade.
Quem puder acrescentar mais alguma informação, será muito bem vindo.

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

AUTÓDROMO DE GOIANIA

RECEBI DA CBA E REPASSO COM SATISFAÇÃO, LAMENTANDO QUE NO RIO ACONTEÇA O INVERSO!!!




Governo do Estado de Goiás anuncia reforma do Autódromo Internacional de Goiânia
CBA e FAUGO trabalharam para concretizar a reforma do autódromo de Goiânia
O Autódromo Internacional de Goiânia passará por uma grande reforma para diversas melhorias a partir da próxima semana. Após vários estudos e projetos financiados pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), foi apresentado ao Governo do Estado de Goiás um projeto de revitalização da única praça destinada à prática do esporte a motor em todo o estado.

Foram realizados exames laboratoriais sobre o piso e os materiais encontrados no local para estabelecer o tipo de asfalto que será utilizado, bem como toda a parte de segurança, que envolve zebras, áreas de escape e guair-rails. Todos os itens respeitarão as normas da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

"Trabalhamos durante 12 anos e hoje com o projeto da CBA e a pareceria da Agência Goiânia de Transporte e Obras do Governo do Estado de Goiás - Marconi Perillo - conseguimos viabilizar a reforma ideal para o autódromo que já foi um expoente do automobilismo brasileiro", lembra o presidente da Federação Goiânia de Automobilismo (FAUGO), José Ney Lins Rocha.

A abertura da negociação foi iniciada pelo diretor da Agência Goiânia de Transportes e Obras (AGETOP) Jaime Eduardo Rincon, que solicitou a CBA um projeto para o circuito, totalmente financiado pela entidade do automobilismo. Imediatamente o presidente da CBA, Cleyton Pinteiro, enviou o responsável pela Comissão Nacional de Circuitos, Jhonny Bonilla, acompanhando do engenheiro Jorge Augusto Pereira Ceratti, professor da Universidade do Rio Grande do Sul, para a preparação do projeto. "Vamos ganhar de volta um grande espaço para o esporte a motor. O Autódromo Internacional de Goiânia é uma referência para o esporte no Brasil. Agradecemos a confiança do Governo de Goiás na CBA e garantimos que ele voltará a ter todos os eventos dos campeonatos brasileiros", declarou Cleyton Pinteiro.

Com o projeto esportivo pronto a, AGETOP assumiu a reforma de toda a área de 840 mil metros quadrados, com custo previsto de R$ 27,3 milhões, incluindo estacionamentos dentro e fora do autódromo, nova torre de controle e 22 novos boxes nos padrões e tamanhos sugeridos pela FIA. "Depois de quase 40 anos, estamos fazendo uma readequação e modernização para o espaço do Autódromo Internacional de Goiânia. Teremos parques com um projeto paisagístico e todo iluminado com arenas para esportes de várias modalidades, desde os mais radicais até o simples exercício físico para manter-se a vida saudável", conta Jaime Eduardo Rincon, que também é responsável pela Agência Goiânia de Comunicação.

As máquinas escavadeiras e especializadas em retirar o asfalto antigo já corroído pelos anos de existência já estão posicionadas no autódromo e devem entrar em ação nessa próxima semana para o circuito de 3.820 metros de extensão. A inauguração está marcada para abril de 2014.

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

SEGURO DE CARRO REBAIXADO



Um pouco sobre a evolução do automóvel


Desde suas origens até nossos dias, o automóvel tem passado por várias transformações. O desenho, o combustível, a forma de fabricação, tudo foi mudando conforme o avanço da tecnologia e das preferências da época. No início, no final do século XIX, foram vistos como uma curiosidade pela maioria das pessoas, mas logo quando começou o século seguinte sua verdadeira utilidade foi descoberta. Com o aperfeiçoamento da sua fabricação que permitiu uma maior velocidade e uma produção maciça, o carro passou a ser um protagonista indiscutível nos últimos 100 anos.

A história se remonta aos primeiros veículos auto propulsados a vapor do século XVIII. Só em 1885 foi criado o primeiro automóvel com motor de combustão interna a base de gasolina. No final do século XIX foram feitos vários protótipos, mas seria só no século XX que seria visto pela sociedade inteira como algo muito útil. Foi a partir de 1908, com a produção em série da Ford que os caros se tornam um bem de consumo popular. Esta forma de produzir significou fabricar uma quantidade antes inimaginável de automóveis, o que permitiu que chegasse a amplos setores sociais. Empresas complementares começam a surgir, como as concessionárias ou a seguradoras de carros.

Muitos modelos foram marcando inovações. O primeiro modelo feito em série, que iniciou uma nova era na história do transporte, foi o mundialmente famoso Ford T, fabricado desde 1908 até 1927. Em 1909, a empresa francesa De Dion-Bouton fabrica pela primeira vez em série o motor de oito cilindros em V. Em 1911, a General Motors Truck Company fabrica os primeiros veículos industriais. A Chrysler entra formalmente no mercado em 1924 e no final dessa década, o Imperial chega a uma velocidade de 138 km/h, altíssima para a época.

É notório como desde aqueles carros até os nossos o tamanho foi se reduzindo aos poucos. Além das formas serem pouco mais arredondadas. Na chamada época moderna dos automóveis, a partir da década de 1960 aproximadamente, a estética já muda bastante. Esta época é caraterizada pelo desenvolvimento de motores mais seguros e eficientes e também menos poluentes. Um dos automóveis típicos desta época, que constam em registros de várias seguradoras de automóveis , é o Toyota Corolla.

Na virada do século XXI, um novo conceito em matéria de motores tem estado muito na moda: o de motores híbridos. Com os problemas da contaminação e seus perigos para o meio ambiente, este tipo de motores são cada vez mais levados a sério. As formas também são uma marca distintiva destes tempos recentes. Os desenhos são de uma nova geração, dão a impressão de ser mais futuristas. O desafio das empresas fabricantes será continuar inovando na produção de modelos para o perfil do motorista dos novos tempos.

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

SEGURO DE CARRO REBAIXADO


Se você está pensando em rebaixar o seu carro e está preocupado com o seu seguro deve prestar bastante atenção, pois este é um assunto bastante polemico. Mas o que significa ter um carro rebaixado? Pois bem, é um estilo de personalização automotiva, e na verdade, para quem forma parte destas tribos urbanas, é um estilo de vida. Esta prática consiste em diminuir a altura original do veículo em relação ao solo até certo limite deixando qualquer carro com um visual muito mais esportivo.

É muito frequente que as companhias seguradoras não queiram segurar um carro rebaixado. Mas por quê? Então, desde o ponto de vista das seguradoras, qualquer modificação realizada no seu veiculo pode aumentar o risco de sinistro ou roubo. Por exemplo, quem coloca kit turbo, rodas, som ou bem, rebaixa o carro com a finalidade de que esteja mais esportivo está se prejudicando no momento de contratar uma cobertura.

Com certeza, você estará pensando que não é lógico, já que aquelas pessoas que investem tanto tempo e dinheiro no seu veiculo cuidam muito mais deles. Porque não estacionam o seu automóvel em qualquer lugar, porque circulam com mais cuidado, enfim, porque tratam diferenciadamente este bem tão especial. Contudo, as companhias seguradoras não pensam como você e estabelecem os seus próprios critérios.

Neste contexto não adianta tentar enganar as companhias rebaixando o seu carro depois de contratar a sua cobertura porque com certeza elas são mais espertas do que você. Desta maneira elas se protegem colocando cláusulas nas apólices que afirmam que só cobrirão o valor do carro se este estiver exatamente conforme a vistoria.

Assim, se você sente que estará desprotegido pode levar em conta algumas das seguintes dicas que sem dúvidas serão de grande utilidade. É importante que você procure uma companhia seguradora que ofereça serviços de cobertura para veículos modificados. E mais importante ainda é que seja sincero e explique a verdadeira situação do seu carro para evitar prejuízos posteriores.Outra boa opção é que escolha alguma cooperativa confiável para segurar o seu carro porque de maneira geral elas cobrem o seu carro e não pesa tanto no bolso.

Enfim, nunca deixe o seu carro desprotegido porque você sabe quais são as conseqüências de andar pela rua sem nenhuma cobertura. Desfrute de seu carro rebaixado com segurança e tranquilidade.


HTML code: contratar uma cobertura

BBC Code: [url=https://www.segurosemcasa.com.br/seguro-de-carros
]contratar uma cobertura[/url]